sábado, 5 de fevereiro de 2011

Vitor Belfort é nocauteado



E agora?
Essa é a pergunta que fica depois dessa derrota.
E quando um golpe solitário põe fim a meses de treino?
Vitor estava bem antes da luta. Focado, ansioso para lutar, físico e mente no auge. E ele começou melhor, movimentando-se bem no octagon. Os dois se estudaram bastante antes dos primeiros movimentos. Belfort atacou, conseguindon atingir um soco em Anderson, que sorriu em resposta. Logo depois, os dois se embolaram e foram para o chão, com Vitor por cima. Mas Anderson levantou segundos depois.
E aí, Silva soltou um golpe inesperado...
Com um chute frontal de perna esquerda que pegou em cheio no rosto de Belfort, Anderson Silva pôs fim à tão aguardada luta do século. Vitor já caiu nocauteado.
Na platéia, dividida como numa partida de futebol, delírio de parte da torcida, e incredulidade por parte do restante.
Mas será que esse chute apagou todo o esforço que Belfort fez nesses meses?
Vitor foi com tudo para a luta, os treinos foram bem feitos, todos os treinadores trabalharam duro diariamente, e ele jamais esmoreceu ou treinou com menos disposição.
Foi culpa de quem, então, esse nocaute?
De ninguém. É simples assim. Foi mérito do Anderson, que não é campeão e está invicto a tanto tempo à toa.
Todos do time de Belfort estão tristes, é claro, mas ao mesmo tempo orgulhosos do Vitor, que se mostrou guerreiro, e treinou acreditando até o fim que venceria. Perdeu, mas acontece. Nesse esporte, apenas um sai com a vitória. Hoje, foi o Anderson Silva.
Ao sair, Vitor foi aplaudido e recebeu muito apoio e carinho dos fãs.
Agora, é engolir essa derrota amarga, levantar a cabeça e partir para a próxima. Pensar no futuro, sem esquecer o passado.
Da minha parte tenho muito orgulho de ter feito parte do treinamento do Vitor, mais uma vez, e de ter tido a chance de trabalhar com nomes como Cézar Mutante, Rodrigo Artilheiro, Randy Couture, Ray Sefo, Jake Bonacci, Neil Melanson, Mike, Pedro, Gutemberg, e tantos outros que compuseram o time Belfort.
Até a próxima luta...
OSS

6 comentários:

Ronald disse...

É isso aí. Acontece. Isso não diminui o Vitor nem a sua equipe. Todos tem o seu momento. Ontem não foi o dele. Só isso. Bola pra frente. Oss

Pestana Jr. disse...

Comentando tecnicamente o fato, diria que a postura de luta do Vitor foi muito de boxe. Ou seja, somente preocupado com os golpes de braço e muito frontal. Faltou aquela velha e boa mão na frente do karate. O fato de estar lutando com um adversário que tem bons chutes, mais alto e extremamente flexivel deveria obrigar o Vitor a lutar menos estático pois a distância de ataque dos dois era diferente.
Mas todo esse comentário é mole qdo feito depois da luta e de fora do octagon. Por isso parabenizo o Vitor pela coragem de enfrentar um monstro como Anderson Silva. Entrar lá na frente do "negão" não é pra qualquer um!!!
OSS...
Pestana

Willians disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Willians disse...

"...Mas será que esse chute apagou todo o esforço que Belfort fez nesses meses?..."


Vencer sempre é bom, porém o mais importante é o caminho que trilhamos para chegar até a vitória!Essa é uma das lições que o karate me ensinou que com certeza nunca me esquecerei.Parabéns à toda equipe do Belfort e ao próprio Vitor que em momento algum amarelou para o Spider durante a luta!


OSS!!!

Luís Eduardo disse...

Estava torcendo pelo Vitor, mas fazer o que. No final foi uma técnica do karate que definiu a luta. Parabéns Sensei Jayme pelo ótimo trabalho com o Vitor, levando o nome do karate a um lugar de destaque na mídia, espero que Vitor continue treinando karate com vcs e possa vencer muitas lutas! Oss!!

Jayme Sandall disse...

Obrigado,amigos, pelo apoio, sempre. Isso conta mais do que qualquer coisa...